Saltar para o conteúdo principal da página

Cookies

Este website utiliza cookies. Ao continuar a navegação está a aceitar a sua utilização.

Caso pretenda saber mais, consulte a nossa política de privacidade.


O sítio para a divulgação, partilha e promoção das melhores práticas de acessibilidade para conteúdos Web e aplicações móveis.
O sítio para a divulgação, partilha e promoção das melhores práticas de acessibilidade para conteúdos Web e aplicações móveis.

ecossistema
acessibilidade.gov.pt

Os sítios e as ferramentas de apoio à acessibilidade e à usabilidade, para garantir a promoção das boas práticas e melhorar a experiência de utilização dos serviços digitais.

3 passos para publicar a Declaração de Acessibilidade

13 de Julho, 2020

A partir de 23 de setembro de 2020 todos os sítios Web passaram a estar obrigados a ter uma Declaração de Acessibilidade Web publicada.

Para a sua publicação há 3 coisas que precisa de fazer:

  • Avaliar os seus conteúdos e as várias componentes da interface dos seus serviços
  • Preencher a Declaração
  • Publicar a Declaração no seu sítio Web

Avaliar

Para proceder à avaliação dos conteúdos Web e das componentes da interface dos seus serviços em linha, precisa:

Depois de saber onde se encontram os standards, tome nota que vai ter que voltar várias vezes aos documentos referenciados atrás. Diziamos nós que, depois de conhecidos os standards há que proceder à avaliação.

Para o trabalho de avaliação, pode, e deve, usar dois métodos:

  • avaliação automática, e
  • avaliação manual

Para a avaliação automática, a que recorre a ferramentas automáticas de avaliação de boas práticas de acessibilidade nos conteúdos ou nas diversas componentes da interface Web, recomendamos a utilização:

A avaliação, de acordo com o Decreto-lei n.º 83/2018, deve ser feita a uma amostra mínima, composta pela página de entrada mais todas as páginas hiperligadas à página de entrada pertencentes ao domínio em análise.

Para a avaliação manual, a AMA desenvolveu a checklist “10 aspetos críticos de acessibilidade funcional”. Percorra a checklist, faça a correção dos erros encontrados e faça do ficheiro fornecido um repositório das evidências que demonstram em como os seus conteúdos e as suas componentes Web passam o standard WCAG 2.1.

Preencher a Declaração

Feita a avaliação e a correção das ocorrências encontradas, é importante efetuar relatórios de todo o processo de avaliação levado a efeito. Estes documentos irão ser anexados e servirão de prova de evidências do trabalho que desenvolveu para tornar o seu sítio Web mais acessível.

Para o preenchimento da Declaração a AMA desenvolveu um Gerador que o ajuda a completar esta etapa e a preparar a declaração para ser publicada.

O Gerador WAI-Tools PT v1.5 foi desenvolvido pela AMA no âmbito do projeto WAI-Tools – projeto financiado pela Comissão Europeia – que o adaptou para o modelo da Declaração em uso em Portugal. Ele gera a declaração num formato machine-readable, pronto a copiar para o seu sítio Web. Ele fornece a estrutura do documento. O estilo é o do seu sítio Web.

Publicar a Declaração

A declaração exportada do Gerador deve ser tornada pública no seu sítio Web. O Decreto-lei n.º 83/2018 menciona mesmo que ela deve ficar numa página com o endereço https://domínio-do-site/acessibilidade/ ou https://domínio-do-site/acessibilidade.html [ou .php ou outra extensão usada pelo gestor de conteúdos].

Categorias: Etiquetas:

Acessibilidade Web

Na UE o standard que contém os requisitos de acessibilidade aplicados à Web e às aplicações móveis é a Norma EN301549. Ela não é mais do que uma cópia do standard WCAG 2.1 conformidade ‘AA’. Em Portugal esses requisitos constam do RNID conforme decretado pelo DL n.º 83/2018.

versão 2.1

O validador de práticas de acessibilidade web (WCAG 2.0)