Técnicas para as WCAG 2.0

Ir para o conteúdo (Pressione a tecla Enter)

-

G10: Criar componentes utilizando uma tecnologia que suporte as funcionalidades API de acessibilidade das plataformas, nas quais os agentes de utilizador serão executados para revelar os nomes e as funções, permitir que as propriedades definidas pelo utilizador possam ser directamente definidas e fornecer notificações de alterações

Aplicabilidade

Tecnologias de programação que incluam componentes normais programados para funcionar em interface com as APIs de acessibilidade.

Esta técnica está relacionada com:

Descrição

O objectivo desta técnica é permitir que as tecnologias de apoio compreendam o conteúdo da Web, para que possam transmitir ao utilizador a informação equivalente através de uma interface de utilizador alternativa.

Por vezes, o conteúdo não é criado utilizando linguagem de marcação, mas uma linguagem de programação ou ferramentas. Em muitos casos, estas tecnologias incluem componentes da interface que já estão programados para funcionarem em interface com as APIs de acessibilidade. Se o autor utilizar estes componentes e preencher as propriedades (por ex., nome, etc.), os componentes da interface de utilizador resultantes no conteúdo ficarão acessíveis à tecnologia de apoio.

Contudo, se um autor pretender criar um componente da interface de utilizador inovador e não puder utilizar componentes normais, nesse caso, tem de acrescentar as normas de acessibilidade e implementá-las de uma forma que seja compatível com a API de acessibilidade.

Depois de concluído, o componente personalizado deve ser testado quanto ao Suporte por Acessibilidade.

Exemplos

Testes

Procedimento

  1. Apresente o conteúdo utilizando um Agente de Utilizador acessível.

  2. Utilize uma Ferramenta de Acessibilidade criada para a API de Acessibilidade do Agente de Utilizador, para avaliar cada componente da interface de utilizador.

  3. Verifique se o nome e a função para cada componente da interface de utilizador são detectados pela ferramenta.

  4. Altere os valores no componente.

  5. Verifique se a ferramenta de Acessibilidade é notificada.

  6. Verifique se o componente funciona com as tecnologias de apoio.

Resultados Esperados