Técnicas para as WCAG 2.0

Ir para o conteúdo (Pressione a tecla Enter)

-

ARIA2: Identificar os campos obrigatórios com a propriedade "required"

Aplicabilidade

Tecnologias que suportem Estados e Propriedades para Accessible Rich Internet Applications (página em inglês).

Esta técnica está relacionada com:

Notas de Apoio para o Agente de Utilizador e para a Tecnologia de Apoio

WAI-ARIA é parcialmente suportado no Firefox 2.0, o que associa funções e propriedades a APIs de acessibilidade de plataforma. O JAWS e o Window-Eyes foram testados com êxito na apresentação destas propriedades ao utilizador. O FireVox, uma extensão de voz automática do Firefox, também suporta WAI-ARIA através de acesso DOM directo.

Neste momento, não existe suporte de agente de utilizador adicional.

Descrição

O objectivo desta técnica é indicar que o preenchimento de um campo de entrada de dados por parte do utilizador é obrigatório de um modo determinado de forma programática. O estado obrigatório de WAI-ARIA indica que a entrada de dados por parte do utilizador é obrigatória antes da submissão. O estado "obrigatório" pode ter valores de "verdadeiro" ou "falso". Por exemplo, se um utilizador tiver de preencher um campo de endereço, o estado "obrigatório" está definido para verdadeiro.

Nota: O facto de o elemento ser obrigatório é, muitas vezes, apresentado visualmente (por exemplo, com um sinal ou símbolo a seguir ao controlo). A utilização da propriedade "required" faz com que seja muito mais fácil para os agentes de utilizador passarem esta importante informação ao utilizador de uma forma específica do agente de utilizador.

Os Estados e as Propriedades WAI-ARIA são um módulo suportado em XHTML 1.1 e posterior, e a especificação documenta como fornecer as propriedades em XHTML e outras linguagens baseadas em XML. Para obter informações sobre como fornecer Estados e Propriedades WAI-ARIA com HTML e XHTML 1.0, consulte Incorporar Metadados de Estado e de Função de Acessibilidade em Documentos HTML (página em inglês) . Os Estados e as Propriedades WAI-ARIA também são compatíveis com outros idiomas; consulte a documentação nesses idiomas.

Nota: Neste momento, WAI-ARIA é um Projecto em Curso. Esta técnica é fornecida como uma técnica de tipo aconselhada para organizações que pretendem experimentar alcançar a conformidade com as WCAG utilizando WAI-ARIA. Quando WAI-ARIA se tornar uma especificação formal e for suportada nos agentes de utilizador, esta técnica será antecipada para se tornar numa técnica de tipo suficiente.

Exemplos

Exemplo 1: Um campo de entrada de texto obrigatório em XHTML

O seguinte código fonte mostra um documento XHTML utilizando a propriedade "required" para indicar que um campo de formulário tem de ser submetido. A natureza obrigatória do campo também é indicada na etiqueta como uma alternativa para os agentes de utilizador que não suportam ARIA.

Código Exemplo:

<?xml version="1.0" encoding="UTF-8"?>
<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.1 
    For Accessible Adaptable Applications//EN"
  "http://www.w3.org/2005/07/aaa/xhtml11-aaa.dtd">
<html xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml" 
          xmlns:aaa="http://www.w3.org/2005/07/aaa" 
          xml:lang="en">
  <head>
    <title>Required Input</title>
  </head>
  <body>
    <h1>Required Input</h1>
    <p>The following form input field must be completed by the user
    before the form can be submitted.</p>
    <form action="http://example.com/submit">
      <p>
        <label for="test">Test (required)</label>
        <input name="test" id="test" aaa:required="true" />
      </p>
      <p>
        <input type="submit" value="Submit" />
      </p>
    </form>
  </body>
</html> 

Recursos

Os recursos são indicados apenas a título informativo, não implica que tenham sido aprovados.

Testes

Procedimento

  1. Aceda a uma página com campos de formulário obrigatórios num agente de utilizador que suporte a especificação Accessible Rich Internet Applications.

  2. Deixe os campos obrigatórios vazios e tente submeter o formulário.

  3. Verifique se o agente de utilizador o notifica sobre as informações em falta.

  4. Forneça valores para os campos obrigatórios.

  5. Verifique se o agente de utilizador permite avançar com a submissão do formulário.

Resultados Esperados