Noções sobre as WCAG 2.0

Ir para o conteúdo (Pressione a tecla Enter)

Ajustável por Temporização:
Noções sobre o CS 2.2.1

2.2.1 Ajustável por Temporização: Para cada limite de tempo definido pelo conteúdo, no mínimo, uma das seguintes afirmações é verdadeira: (Nível A)

  • Desligar: O utilizador pode desligar o limite de tempo antes de o atingir; ou

  • Ajustar: O utilizador pode ajustar o limite de tempo antes de o atingir, acima de um grande intervalo que dure, no mínimo, dez vezes mais do que a predefinição; ou

  • Prolongar: O utilizador é avisado antes de o tempo expirar e tem, no mínimo, 20 segundos para prolongar o limite de tempo com uma simples acção (por exemplo, "pressionar a barra de espaços"), e o utilizador pode prolongar o limite de tempo, no mínimo, dez vezes; ou

  • Excepção em Tempo Real: O limite de tempo é uma parte necessária de um evento em tempo real (por exemplo, um leilão), e não é possível nenhuma alternativa ao limite de tempo; ou

  • Excepção Essencial: O limite de tempo é essencial e prolongá-lo iria invalidar a actividade; ou

  • Excepção de 20 Horas: O limite de tempo é superior a 20 horas.

Nota: Este critério de sucesso ajuda a garantir que os utilizadores podem executar tarefas sem alterações inesperadas no conteúdo ou contexto, que são resultado de um limite de tempo. Este critério de sucesso deve ser considerado em conjunto com o Critério de Sucesso 3.2.1, que impõe limites nas alterações de conteúdo ou contexto como resultado da acção do utilizador.

Finalidade deste Critério de Sucesso

A finalidade deste Critério de Sucesso é garantir que é dado tempo suficiente aos utilizadores com incapacidades para interagir com conteúdo da Web sempre que possível. As pessoas com incapacidades, tais como cegueira, baixa visão, deficiências de destreza e limitações cognitivas podem necessitar de mais tempo para ler o conteúdo ou executar funções, tais como preencher formulários online. Se as funções da Web forem dependentes do tempo, será difícil para alguns utilizadores executarem a acção requerida antes de o tempo se esgotar. Isto pode tornar o serviço inacessível para estes utilizadores. Conceber funções que não sejam dependentes do tempo irá ajudar pessoas com incapacidades a executar com êxito estas funções. Fornecer opções para desactivar limites de tempo, personalizar a duração dos limites de tempo, ou solicitar mais tempo antes de o tempo se esgotar ajuda os utilizadores que necessitam de mais tempo do que o esperado para executar com êxito as tarefas. Estas opções são indicadas pela ordem que será mais útil para o utilizador. Desactivar os limites de tempo é melhor do que personalizar a duração dos mesmos, o que é melhor do que solicitar mais tempo antes de o tempo se esgotar.

Qualquer processo que ocorra sem a iniciação do utilizador após um tempo definido ou periodicamente é um limite de tempo. Isto inclui actualizações parciais ou totais do conteúdo (por exemplo, actualização da página), alterações ao conteúdo ou a expiração de uma janela de oportunidade para um utilizador reagir a um pedido de entrada de dados.

Também inclui conteúdo que está a desenvolver-se ou a ser actualizado a uma velocidade superior à capacidade de leitura e/ou compreensão do utilizador. Por outras palavras, o conteúdo animado, movido ou deslocado introduz um limite de tempo na capacidade de um utilizador de ler conteúdo.

Contudo, em alguns casos, não é possível alterar o limite de tempo (por exemplo para um leilão ou outro evento em tempo real) e, por conseguinte, são fornecidas excepções para esses casos.

Notas sobre os limites de tempo do servidor

  • Os redireccionamentos temporizados do servidor podem ser encontrados abaixo em Falhas Comuns.

  • Os limites de tempo do servidor, tais como a expiração do início de sessão, são abordados no Critério de Sucesso 2.2.5 .

  • Os redireccionamentos não temporizados do servidor (por ex., códigos de resposta 3xx) não são aplicáveis, uma vez que não existe nenhum limite de tempo: funcionam insistentemente.

  • Este Critério de Sucesso aplica-se apenas a limites de tempo que são definidos pelo próprio conteúdo. Os limites de tempo definidos externamente ao conteúdo, tais como pelo agente de utilizador ou por factores intrínsecos à Internet, não estão sob controlo do autor e não estão sujeitos aos requisitos de conformidade das WCAG. Os limites de tempo definidos por servidores da Web devem estar sob controlo do autor e são abordados por outros Critérios de Sucesso.

  • A possibilidade dez vezes superior à predefinição foi escolhida com base na experiência clínica e outras directrizes. Por exemplo, se 15 segundos são suficientes para um utilizador responder e ligar um comutador, 150 segundos serão suficientes para que quase todos os utilizadores liguem um comutador, mesmo se tiverem tido problemas.

  • 20 segundos também se baseou na experiência clínica e outras directrizes. 20 segundos para ligar "qualquer comutador" é suficiente para quase todos os utilizadores, incluindo os que sofrem de espasmos. Alguns irão falhar, mas alguns irão falhar todos os períodos de tempo. É necessário um período de tempo razoável para solicitar mais tempo, uma vez que um período de tempo arbitrariamente longo pode causar riscos de segurança para todos os utilizadores, incluindo os que têm incapacidades, em algumas aplicações. Por exemplo, em locais públicos ou terminais que são utilizados para transacções financeiras, é muito comum as pessoas saírem sem terminar a sessão. Isto deixa-as vulneráveis às pessoas que irão utilizar o terminal a seguir. Fornecer um longo período de inactividade antes de perguntar e, em seguida, fornecer um longo período para a pessoa indicar que está presente pode deixar os terminais abertos para má utilização. Se não existir qualquer actividade, o sistema irá perguntar se o utilizador está presente. Em seguida, deverá solicitar um sinal de que a pessoa está presente ("pressionar qualquer tecla") e, em seguida, aguardar o tempo que for necessário para quase todas as pessoas responderem. Para "pressionar qualquer tecla", 20 segundos serão suficientes. Se a pessoa indicar que ainda está presente, o dispositivo deverá fazer com que o utilizador volte à condição exacta que existia antes de fazer a pergunta.

  • Foram escolhidas 20 horas como um limite superior, uma vez que é mais do que as horas que uma pessoa passa acordada num dia.

Nos casos em que a temporização não é um requisito intrínseco, mas em que fornecer o controlo sobre os eventos temporizados aos utilizadores iria invalidar o resultado, uma terceira pessoa pode controlar os limites de tempo para o utilizador (por exemplo, conceder o dobro do tempo num teste).

Consulte também as Noções sobre o Critério de Sucesso 2.2.3 Sem Temporização.

Benefícios Específicos do Critério de Sucesso 2.2.1

  • As pessoas com incapacidades físicas necessitam, muitas vezes, de mais tempo para reagir, escrever e executar actividades. As pessoas com baixa visão necessitam de mais tempo para localizar coisas no ecrã e para ler. As pessoas cegas que utilizam leitores de ecrã podem necessitar de mais tempo para compreender o layout do ecrã, encontrar informações e utilizar controlos. As pessoas que têm limitações cognitivas ou de linguagem necessitam de mais tempo para ler e para compreender. As pessoas surdas e que comunicam em língua gestual podem necessitar de mais tempo para ler as informações apresentadas no texto (que, para algumas pessoas, pode ser uma segunda língua).

  • Nos casos em que um intérprete de língua gestual esteja a comunicar conteúdo de áudio a um utilizador que é surdo, o controlo dos limites de tempo é igualmente importante.

  • As pessoas com incapacidades de leitura, limitações cognitivas e incapacidades de aprendizagem que possam necessitar de mais tempo para ler ou compreender as informações podem ter tempo adicional para ler as informações, colocando o conteúdo em pausa.

Exemplos do Critério de Sucesso 2.2.1

  • Um sítio da Web utiliza um limite de tempo do lado do cliente para ajudar a proteger os utilizadores que possam afastar-se dos respectivos computadores. Após um período de inactividade, a página Web pergunta se o utilizador necessita de mais tempo. Se não obtiver nenhuma resposta – expira.

  • Uma página Web inclui um campo que é actualizado automaticamente com os últimos títulos de uma forma rotativa. Existe um controlo interactivo que permite ao utilizador prolongar o período de tempo entre cada actualização para o máximo de dez vezes superior à predefinição. O controlo pode ser efectuado com um rato ou um teclado.

  • Uma página Web inclui uma animação que inclui texto que aparece e desaparece ao longo da mesma. Em alguns casos, o texto desloca-se através do ecrã, e noutros só é apresentado durante um curto período de tempo antes de aparecer progressivamente no plano de fundo. A página inclui um botão de pausa para os utilizadores que tiverem problemas em ler o texto antes de o mesmo desaparecer poderem lê-lo.

  • Num leilão, existe um limite de tempo para um utilizador poder submeter uma licitação. Uma vez que o limite de tempo se aplica a todos os utilizadores que pretenderem licitar um determinado item, seria injusto prolongar o limite de tempo para um utilizador em particular. Por conseguinte, é necessário um limite de tempo para este tipo de actividade e não é necessário qualquer prolongamento, ajuste ou desactivação do limite de tempo para este Critério de Sucesso.

  • Um sítio da Web de compra de bilhetes online dá dois minutos ao utilizador para confirmar uma compra antes de os lugares serem devolvidos ao grupo geral. Uma vez que os bilhetes nesse tipo de sítios da Web podem esgotar rapidamente, reter um bilhete durante muito tempo poderá invalidar a natureza do sítio da Web, como tal, este é um caso no qual o tempo é essencial e não pode ser prolongado sem invalidar a actividade. Contudo, o sítio da Web retira o máximo do processo do período de tempo crítico possível, por exemplo, permitindo aos utilizadores fornecer informações necessárias, tais como o nome, o método de pagamento, etc., antes de entrar na fase de tempo crítico.

  • Um sítio da Web de venda de bilhetes dá dois minutos ao utilizador para confirmar a compra dos lugares seleccionados, mas avisa o utilizador quando o tempo está prestes a atingir o limite e permite-lhe prolongar este limite de tempo algumas vezes com uma simples acção, tal como clicar no botão "Prolongar limite de tempo".

Recursos Relacionados

Os recursos são indicados apenas a título informativo, não implica que tenham sido aprovados.

(actualmente, não existe nenhum documentado)

Técnicas e Falhas para o Critério de Sucesso 2.2.1 – Ajustável por Temporização

Cada item numerado nesta secção representa uma técnica ou combinação de técnicas que o Grupo de Trabalho das WCAG considera serem de tipo suficiente para cumprir este Critério de Sucesso. As técnicas indicadas só cumprem o Critério de Sucesso se todos os requisitos de conformidade das WCAG 2.0 forem cumpridos.

Técnicas de Tipo Suficiente

Instruções: Seleccione a situação abaixo que corresponde ao seu conteúdo. Cada situação inclui técnicas numeradas (ou combinações de técnicas) que o Grupo de Trabalho considera serem de tipo suficiente para essa situação.

Situação A: Se existirem limites de tempo de sessão:

  1. G133: Fornecer uma caixa de verificação na primeira página de um formulário de várias partes, que permite aos utilizadores solicitar um limite de tempo de sessão maior ou nenhum limite de tempo de sessão

  2. G198: Fornecer uma forma para o utilizador desactivar o limite de tempo

Situação B: Se um limite de tempo for controlado por um script na página:

  1. G198: Fornecer uma forma para o utilizador desactivar o limite de tempo

  2. G180: 2. G180: Fornecer um meio ao utilizador para definir o limite de tempo para 10 vezes superior ao limite de tempo predefinido

  3. SCR16: Fornecer um script que avise o utilizador que um limite de tempo está prestes a expirar (Scripting) ESCR1: Permitir ao utilizador prolongar o limite de tempo predefinido (Scripting)

Situação C: Se existirem limites de tempo na leitura:

  1. G4: Permitir que o conteúdo seja colocado em pausa e reiniciado a partir do preciso momento em que foi colocado em pausa

  2. G198: Fornecer uma forma para o utilizador desactivar o limite de tempo

  3. SCR33: Utilizar o script para deslocar o conteúdo e fornecer um mecanismo para colocá-lo em pausa (Scripting)

  4. SCR36: Fornecer um mecanismo para permitir aos utilizadores apresentar texto em movimento, em deslocamento ou em actualização automática numa janela ou área estáticas (Scripting)

Técnicas Adicionais (de tipo aconselhada) para o 2.2.1

Embora não sejam necessárias para conformidade, as seguintes técnicas adicionais devem ser consideradas de forma a tornar o conteúdo mais acessível. Nem todas as técnicas podem ser utilizadas ou são eficazes em todas as situações.

  • Utilizar um script para consultar o servidor e notificar um utilizador se existir um limite de tempo (futuro link) (Scripting)

Termos-Chave

essencial

se removido, alterará profundamente a informação ou funcionalidade do conteúdo, e a informação e a funcionalidade não podem ser obtidas de uma outra forma para ficarem em conformidade