Noções sobre as WCAG 2.0

Ir para o conteúdo (Pressione a tecla Enter)

Três Flashes ou Abaixo do Limite:
Noções sobre o CS 2.3.1

2.3.1 Três Flashes ou Abaixo do Limite:As páginas Web não incluem qualquer conteúdo com mais de três flashes no período de um segundo, ou o flash encontra-se abaixo dos limites de flash universal e flash vermelho. (Nível A)

Nota: Uma vez que qualquer conteúdo que não cumpra este critério de sucesso pode interferir com a capacidade de um utilizador de utilizar toda a página, todo o conteúdo da página Web (quer seja ou não utilizado para cumprir outros critérios de sucesso) tem de cumprir este critério de sucesso. Consulte o Requisito de Conformidade 5: Não-Interferência.

Finalidade deste Critério de Sucesso

A finalidade deste Critério de Sucesso é permitir que os utilizadores acedam ao conteúdo integral de um sítio da Web sem sofrerem ataques epilépticos devido a fotossensibilidade.

As pessoas que sofrem de ataques epilépticos devido a fotossensibilidade podem ter um ataque provocado por conteúdo com uma determinada frequência de flashes. As pessoas são ainda mais sensíveis a flashes vermelhos do que de outras cores, como tal é fornecido um teste especial para flashes de vermelho intenso. Estas directrizes baseiam-se em directrizes para a indústria de transmissão adaptadas para ecrãs de computador, onde o conteúdo é visualizado a partir de uma distância mais curta (utilizando um maior ângulo de visão).

Os flashes podem ser provocados pela visualização, pelo computador que apresenta a imagem ou pelo conteúdo que está a ser apresentado. O autor não tem qualquer controlo sobre os primeiros dois. Podem ser provocados pelo desenho e velocidade da visualização e do computador. A finalidade deste critério é garantir que a intermitência que viola os limites de flash não é provocada pelo próprio conteúdo. Por exemplo, o conteúdo pode incluir um clip de vídeo ou imagem animada de uma série de flashes estroboscópicos, ou grandes planos de explosões de tiro contínuo.

Este Critério de Sucesso substitui um critério muito mais limitativo nas WCAG 1.0 que não permitia quaisquer flashes (mesmo de um único pixel) numa gama de frequência larga (3 a 50 Hz). Este Critério de Sucesso baseia-se nas especificações existentes em utilização no Reino Unido, e noutros países, para transmissão televisiva e foi adaptado para visualização no monitor do computador. O ecrã de 1024 x 768 é utilizado como a resolução de ecrã de referência para a avaliação. O bloco de pixéis 341 x 256 representa uma janela de 10 graus a uma distância de visualização normal. (O campo de 10 graus é tirado das especificações originais e representa a parte central de visão do olho, onde as pessoas são mais susceptíveis a estímulos visuais.)

A área combinada de flashes a ocorrer contínua e concorrentemente corresponde à área total que está realmente em modo flash em simultâneo. É calculada somando a área adjacente que está em modo flash em simultâneo em qualquer ângulo de visão de 10 graus.

Nota: Os termos "em modo intermitente" e "em modo flash" podem, por vezes, referir-se ao mesmo conteúdo.

  • "Em modo intermitente" refere-se a conteúdo que provoca um problema de distracção. O modo intermitente pode ser permitido para um curto período de tempo, desde que pare (ou possa ser parado).

  • "Em modo de flash" refere-se a conteúdo que pode provocar um ataque epiléptico (se tiver mais de 3 flashes por segundo e estes forem grandes e brilhantes o suficiente). Isto não pode ser permitido, nem mesmo por um segundo, ou poderá provocar um ataque epiléptico. E desligar o flash também não é uma opção, uma vez que o ataque epiléptico pode ocorrer mais rapidamente do que o tempo que a maioria dos utilizadores levaria a desligá-lo.

  • Normalmente, a intermitência não ocorre a velocidades de 3 por segundo ou mais, mas pode fazê-lo. Se a intermitência for mais rápida do que 3 por segundo, também seria considerada um flash.

Benefícios Específicos do Critério de Sucesso 2.3.1

  • As pessoas que têm ataques epilépticos ao visualizar conteúdo em modo flash poderão visualizar todo o conteúdo de um sítio da Web sem sofrerem nenhum ataque e sem terem de perder toda a experiência do conteúdo por estarem limitadas a alternativas em texto. Isto inclui pessoas com epilepsia fotossensível, bem como outras perturbações ao nível de ataques epilépticos provocados por fotossensibilidade.

Exemplos do Critério de Sucesso 2.3.1

  • Um sítio da Web inclui um vídeo com tiros de metralhadora contínuos, mas limita o tamanho da imagem em modo flash a uma pequena parte do ecrã abaixo do tamanho do limite de flash.

  • Um filme com uma cena que envolve clarões de relâmpagos muito brilhantes é editado para que os relâmpagos tenham apenas três flashes no período de um segundo.

Técnicas e Falhas para o Critério de Sucesso 2.3.1 - Três Flashes ou Abaixo do Limite

Cada item numerado nesta secção representa uma técnica ou combinação de técnicas que o Grupo de Trabalho das WCAG considera serem de tipo suficiente para cumprir este Critério de Sucesso. As técnicas indicadas só cumprem o Critério de Sucesso se todos os requisitos de conformidade das WCAG 2.0 forem cumpridos.

Técnicas Adicionais (de tipo aconselhada) para o 2.3.1

Embora não sejam necessárias para conformidade, as seguintes técnicas adicionais devem ser consideradas de forma a tornar o conteúdo mais acessível. Nem todas as técnicas podem ser utilizadas ou são eficazes em todas as situações.

  • Reduzir o contraste para qualquer conteúdo em modo flash (futuro link)

  • Evitar vermelhos muito intensos para qualquer conteúdo em modo flash (futuro link)

  • Reduzir o número de flashes mesmo que não violem os limites (futuro link)

  • Fornecer um mecanismo para suprimir qualquer conteúdo em modo flash antes de ser iniciado (futuro link)

  • Reduzir a velocidade do conteúdo em directo para evitar flashes contínuos (tal como em lâmpadas de flash) (futuro link)

  • Fixar a imagem momentaneamente se forem detectados 3 flashes no período de um segundo (futuro link)

  • Diminuir a relação de contraste se forem detectados 3 flashes no período de um segundo (futuro link)

Falhas Comuns para o CS 2.3.1

Em seguida, são apresentados os erros comuns considerados como falhas do Critério de Sucesso 2.3.1 pelo Grupo de Trabalho das WCAG .

(Actualmente, não existem falhas documentadas)

Termos-Chave

flash

duas alterações contrárias na luminescência relativa, que podem causar um ataque epiléptico a algumas pessoas, se forem suficientemente grandes e na gama de frequência correcta

Nota 1: Para obter informações sobre tipos de flash que não são permitidos, consulte os limites de flash universal e flash vermelho .

Nota 2: Consulte também em modo intermitente.

limites de flash universal e flash vermelho

um flash ou uma sequência de imagem em rápida mudança encontra-se abaixo do limite (i.e., o conteúdo muda) se alguma das seguintes afirmações for verdadeira:

  1. não existem mais de três flashes universais e/ou mais de três flashes vermelhos no período de um segundo, ou

  2. 2. a área combinada de flashes a ocorrer actualmente não ocupa mais de um total de .006 esterradianos num campo visual de 10 graus no ecrã (25% de um campo visual de 10 graus no ecrã) a uma distância normal de visualização

em que:

  • Um flash universal é definido como duas alterações contrárias na luminescência relativa de 10% ou mais da luminescência relativa máxima, em que a luminescência relativa da imagem mais escura é inferior a 0,80; e em que "duas alterações contrárias" corresponde a um aumento seguido de uma diminuição, ou a uma diminuição seguida de um aumento, e

  • Um flash vermelho é definido como quaisquer duas transições contrárias que envolvam um vermelho intenso.

Excepção: Fazer brilhar um padrão bom e equilibrado, tal como um ruído branco ou um padrão alternativo de tabuleiro de damas com "quadrados" mais pequenos do que 0,1 grau (ou campo visual a uma distância de visualização normal), num dos lados, não infringe os limites.

Nota 1: Para obter conteúdo da Web ou software universal, a utilização de um rectângulo de 341 x 256 pixéis em qualquer parte da área de ecrã apresentada quando o conteúdo é visualizado em 1024 x 768 pixéis, irá fornecer uma boa estimativa de um campo visual de 10 graus para tamanhos de ecrã e distâncias de visualização normais (por ex., ecrã de 15 a 17 pol. em 22 a 26 pol.). (Os ecrãs de resoluções mais altas que mostram o mesmo conteúdo produzem imagens mais pequenas e seguras, como tal, são utilizadas resoluções mais baixas para definir os limites.)

Nota 2: Uma transição é a alteração na luminescência relativa (ou luminescência relativa/cor para flash vermelho) entre altos e baixos adjacentes num plano de medida de luminescência relativa (ou luminescência relativa/cor para flash vermelho) em comparação com o tempo. Um flash consiste em duas transições contrárias.

Nota 3: A actual definição no campo para "duas transições contrárias, envolvendo um vermelho intenso" indica que, para cada um ou ambos os estados envolvidos em cada transição, R/(R+ G + B) >= 0,8, e a alteração no valor de (R-G-B)x320 é > 20 (valores negativos de (R-G-B)x320 estão definidos para zero) para ambas as transições. Os valores R, G, B variam entre 0 a 1, conforme especificado na definição de “luminescência relativa”. [HARDING-BINNIE]

Nota 4: Estão disponíveis ferramentas que irão executar uma análise a partir da captura de ecrã de vídeo. Contudo, não é necessária nenhuma ferramenta para avaliar esta condição, se o flash for inferior ou igual a 3 flashes num segundo. O conteúdo muda automaticamente (consulte 1 e 2 acima).

página Web

um recurso não incorporado a partir de um único URI utilizando HTTP mais quaisquer outros recursos que sejam utilizados na apresentação ou destinados a serem apresentados em conjunto por um agente de utilizador

Nota 1: Embora quaisquer "outros recursos" possam ser apresentados em conjunto com o recurso principal, não seriam necessariamente apresentados em simultâneo.

Nota 2: Para efeitos de conformidade com estas directrizes, um recurso tem de ser "não incorporado" no âmbito da conformidade, de forma a ser considerado uma página Web.

Exemplo 1: Um recurso Web que inclui todas as imagens e multimédia incorporadas.

Exemplo 2: Um programa Web de correio electrónico construído utilizando Asynchronous JavaScript e XML (AJAX). O programa está totalmente alojado em http://example.com/mail, mas inclui uma caixa de entrada, uma área de contactos e um calendário. São fornecidos links ou botões que permitem visualizar a caixa de entrada, os contactos ou o calendário, mas que não alteram o URI da página totalmente.

Exemplo 3: Um portal personalizável, em que os utilizadores podem escolher o conteúdo a visualizar a partir de um conjunto de diferentes módulos de conteúdos.

Exemplo 4: Ao entrar em "http://shopping.example.com/" no seu browser, está a entrar num ambiente de compras interactivo semelhante a um cinema, em que se pode deslocar visualmente numa loja, arrastar produtos das prateleiras ao seu redor e colocá-los num carrinho de compras que surge à sua frente. Ao clicar num produto, este é apresentado com uma folha de especificações ao lado. Isto poderá ser um sítio da Web com apenas uma página, ou apenas uma única página dentro de um sítio da Web.