Noções sobre as WCAG 2.0

Ir para o conteúdo (Pressione a tecla Enter)

Idioma de Partes:
Noções sobre o CS 3.1.2

3.1.2 idioma de Partes: O idioma humano de cada passagem ou frase do conteúdo pode ser determinado de forma programática, excepto para os nomes próprios, termos técnicos, palavras de idioma indeterminado e palavras ou frases que se tornaram parte do vernáculo do texto imediatamente circundante. (Nível AA)

Finalidade deste Critério de Sucesso

A finalidade deste Critério de Sucesso é garantir que os agentes de utilizador possam apresentar correctamente o conteúdo escrito em vários idiomas e que as tecnologias de apoio que ajudam os utilizadores a compreender o texto utilizem recursos e conhecimento específico do idioma apropriados. Isto aplica-se a browsers gráficos, bem como a leitores de ecrã, apresentações em braille e outros browsers de voz.

As tecnologias de apoio e os agentes de utilizador convencionais podem apresentar texto de forma mais exacta se o idioma de cada passagem de texto estiver identificado. Os leitores de ecrã podem utilizar as regras de pronúncia do idioma do texto. Os browsers visuais podem apresentar caracteres e scripts de formas apropriadas. Isto é especialmente importante quando se alterna entre idiomas que se lêem da esquerda para a direita e idiomas que se lêem da direita para a esquerda, ou quando o texto é apresentado num idioma que utiliza um alfabeto diferente. Os utilizadores com incapacidades que conhecem todos os idiomas utilizados na página Web conseguirão compreender melhor o conteúdo se cada passagem for apresentada de forma apropriada.

Quando não existir nenhum outro idioma especificado para uma frase ou passagem de texto, o seu idioma humano é o idioma humano predefinido da página Web (consulte o Critério de Sucesso 3.1.1). Como tal, o idioma humano de todo o conteúdo em documentos de um único idioma pode ser determinado de forma programática.

As frases ou palavras individuais num idioma podem tornar-se parte de outro idioma. Por exemplo, "rendezvous" é uma palavra francesa que foi adoptada em inglês, aparece em dicionários de inglês e é pronunciada correctamente por leitores de ecrã em inglês. Como tal, uma passagem de texto em inglês pode incluir a palavra "rendezvous" sem especificar que o seu idioma humano é o francês e continuar a cumprir este Critério de Sucesso. Muitas vezes, quando o idioma humano do texto parece mudar para uma única palavra, essa palavra tornou-se parte do idioma do texto circundante. Como esta situação é muito comum em alguns idiomas, as palavras individuais devem ser consideradas parte do idioma do texto circundante, a menos que seja claro que uma alteração no idioma foi intencional. Se existirem dúvidas sobre se uma alteração no idioma foi intencional, pense se a palavra será pronunciada da mesma forma (excepto o sotaque ou a entoação) no idioma do texto imediatamente circundante.

A maioria das profissões requer a utilização frequente de termos técnicos que podem provir de um idioma estrangeiro. Normalmente, esses termos não se traduzem para todos os idiomas. A natureza universal dos termos técnicos também facilita a comunicação entre profissionais.

Alguns exemplos comuns de termos técnicos são: Homo sapien, Alpha Centauri, hertz e habeas corpus.

A identificação de alterações no idioma é importante por várias razões:

  • Permite que o software de tradução em braille siga as alterações no idioma, por ex., a substituição de códigos de controlo por caracteres acentuados, e a introdução de códigos de controlo para evitar a criação errada de contracções em braille de Categoria 2.

  • Os sintetizadores de fala que suportam vários idiomas poderão ler o texto com o sotaque e pronúncia correctos. Se as alterações não estiverem assinaladas, o sintetizador tentará ler da melhor forma as palavras no idioma predefinido no qual trabalha. Por conseguinte, a palavra francesa para automóvel, "voiture" será pronunciada "voyture" por um sintetizador de fala que utilize o inglês como idioma predefinido.

  • Assinalar as alterações no idioma pode beneficiar desenvolvimentos futuros na tecnologia, por exemplo, os utilizadores que não conseguem traduzir de um idioma para outro poderão utilizar máquinas para traduzir idiomas desconhecidos.

  • Assinalar as alterações no idioma também pode ajudar os agentes de utilizador a fornecer definições utilizando um dicionário.

Benefícios Específicos do Critério de Sucesso 3.1.2

Este Critério de Sucesso ajuda:

  • pessoas que utilizem leitores de ecrã ou outras tecnologias que convertam texto em fala sintetizada;

  • pessoas que considerem difícil ler conteúdo escrito de forma fluente e exacta, tal como reconhecer caracteres e alfabetos, descodificar palavras e compreender palavras e expressões;

  • pessoas com determinadas incapacidades cognitivas, de linguagem e de aprendizagem que utilizem software de texto para fala;

  • pessoas que dependam de legendas para reconhecer alterações no idioma na banda sonora do conteúdo em multimédia sincronizada.

Exemplos do Critério de Sucesso 3.1.2

  1. Uma frase alemã numa oração em inglês.

    Na frase "He maintained that the DDR (German Democratic Republic) was just a 'Treppenwitz der Weltgeschichte'," a frase alemã 'Treppenwitz der Weltgeschichte' está assinalada como sendo alemã. Dependendo da linguagem de marcação, o inglês pode estar assinalado como o idioma para todo o documento, excepto quando especificado, ou assinalado ao nível do parágrafo. Quando um leitor de ecrã encontra uma frase em alemão, as regras de pronúncia são alteradas de inglês para alemão para pronunciar a palavra correctamente.

  2. Links para idiomas alternativos

    Uma página HTML inclui links para versões da página em outros idiomas (por ex., alemão, francês, holandês, castelhano, etc.). O texto de cada link é o nome do idioma, nesse mesmo idioma. O idioma de cada link é indicado através de um atributo lang .

  3. "Podcast" utilizado numa oração em francês.

    Uma vez que "podcast" faz parte do vernáculo do texto imediatamente circundante no seguinte excerto, "À l'occasion de l'exposition "Energie éternelle. 1500 arts d'art indien", le Palais des Beaux-Arts de Bruxelles a lancé son premier podcast. Vous pouvez télécharger ce podcast au format M4A et MP3," não é necessária qualquer indicação de alteração no idioma.

Recursos Relacionados

Os recursos são indicados apenas a título informativo, não implica que tenham sido aprovados.

Técnicas e Falhas para o Critério de Sucesso 3.1.2 - Idioma de Partes

Cada item numerado nesta secção representa uma técnica ou combinação de técnicas que o Grupo de Trabalho das WCAG considera serem de tipo suficiente para cumprir este Critério de Sucesso. As técnicas indicadas só cumprem o Critério de Sucesso se todos os requisitos de conformidade das WCAG 2.0 forem cumpridos.

Técnicas de Tipo Suficiente

  1. Identificar alterações nos idiomas humanos utilizando uma das seguintes técnicas:

Técnicas Adicionais (de tipo aconselhada) para o 3.1.2

Embora não sejam necessárias para conformidade, as seguintes técnicas adicionais devem ser consideradas de forma a tornar o conteúdo mais acessível. Nem todas as técnicas podem ser utilizadas ou são eficazes em todas as situações.

  • Tornar texto que não está no idioma humano predefinido da página Web visualmente distinto (futuro link)

  • Fornecer os nomes de todos os idiomas utilizados em passagens ou frases estrangeiras (futuro link)

  • Fornecer marcação do idioma nos nomes próprios para facilitar a pronúncia correcta por parte dos leitores de ecrã (futuro link)

Falhas Comuns para o CS 3.1.2

Em seguida, são apresentados os erros comuns considerados como falhas do Critério de Sucesso 3.1.2 pelo Grupo de Trabalho das WCAG .

(Actualmente, não existem falhas documentadas)

Termos-Chave

idioma humano

idioma que é falado, escrito ou exprimido (por meio visual ou táctil) para comunicar com os humanos

Nota: Consulte também língua gestual.

determinado de forma programática (determinável de forma programática)

determinado pelo software a partir de dados fornecidos pelo autor, de forma a que os diferentes agentes de utilizador, incluindo tecnologias de apoio, possam extrair e apresentar esta informação aos utilizadores de diferentes maneiras

Exemplo 1: Determinado numa linguagem de marcação a partir de elementos e atributos que são acedidos directamente através de tecnologia de apoio normalmente disponível.

Exemplo 2: Determinado a partir de estruturas de dados específicas da tecnologia numa linguagem que não é de marcação e exposto a tecnologia de apoio através de uma API de acessibilidade suportada por tecnologia de apoio normalmente disponível.