Categoria: Evento

Global Accessibility Awareness Day

Hoje é o Dia Global da Sensibilização para a Acessibilidade. A Unidade ACESSO, através do seu coordenador Jorge Fernandes, a convite da empresa SiteImprove e da embaixada da Dinamarca, em Lisboa, participa de um evento em que se vai falar de acessibilidade dos conteúdos dos sítios Web e das aplicações móveis. A sua apresentação versa sobre o tema da transposição para o ordenamento jurídico português da Diretiva (UE) n.º 2016/2102 – DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 26 de outubro de relativa à acessibilidade dos sítios Web e das aplicações móveis de organismos do setor público.

Ficheiros descarregáveis com a apresentação “20 anos de acessibilidade Web para Cidadãos com Necessidades Especiais em Portugal – a nova lei da acessibilidade digital em Portugal”:

Fórum para a Sociedade da Informação – Acessibilidade Web 2015

A Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) e a Associação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade da Informação (APDSI) coorganizam o Fórum para a Sociedade da Informação – Acessibilidade Web, a decorrer no próximo dia 3 de Dezembro – Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

Este evento visa lançar um amplo debate sobre as necessidades de acessibilidade web que os cidadãos com alguma deficiência ou incapacidade apresentam e quais as ideias, medidas e projetos que estão a ser discutidos e implementados atualmente para colmatar esta situação.

Os temas a abordar incluem-se em dois painéis: Usabilidade e Acessibilidade: dois facilitadores de Literacia Digital, e Ferramentas, Autores e Conteúdos. Haverá ainda um momento para entrega dos Prémios de Boas Práticas em Acessibilidade WEB – 2015.

A Acessibilidade Web consiste em possibilitar que todas as pessoas com necessidades especiais possam percecionar, perceber, navegar e interagir com a Web. De acordo com dados da Comissão Europeia, existem cerca de 50 milhões de cidadãos europeus com deficiências que necessitam que lhes seja possibilitado o acesso ao conteúdo Web (UE 2010). Segundo fonte da Confederação Nacional dos Organismos de Deficientes (CNOD 2010), existem em Portugal cerca de um milhão de pessoas com deficiência.

A acessibilidade Web pode ser analisada segundo várias dimensões: ética – no que respeita aos direitos à igualdade de acesso, social – tendo em conta o envelhecimento da população e económica – tendo por base o potencial económico de todas as pessoas envolvidas.

A participação na conferência é gratuita, mas sujeita a inscrição prévia e condicionada à disponibilidade de lugares na sala.

  • Data: 3 de dezembro de 2015, 14:30-18:00
  • Local: Sala Polivalente da Fundação Portuguesa das Comunicações, Lisboa
  • Inscrições: Através de Formulário Online
  • Descarregar Programa | PDF 150KB

IGF 2015: Observatório da Acessibilidade Web – o caso de Portugal

IGF 2015

O tema da Acessibilidade Web está mais uma vez presente no Fórum para a Governação da Internet (IGF), que desta feita terá lugar em João Pessoa no Brasil, de 10 a 13 de novembro 2015.

O Workshop Observatório da Acessibilidade Web – o caso de Portugal está a cargo da Unidade ACESSO/DSI da FCT.

Esta sessão aborda o caminho da Acessibilidade Web em Portugal como um caso pioneiro nesta área, até aos atuais sistemas de monitorização, nomeadamente o validador português – AccessMonitor.

Esta ferramenta de validação apresenta relatórios de práticas compreensíveis, com identificação precisa do problema, destacando as possíveis soluções e remetendo para os recursos relevantes com a finalidade de se ultrapassarem as barreiras em acessibilidade. Mais do que detetar erros, as ferramentas desenvolvidas por Portugal têm o objetivo de distinguir boas e más práticas.

Será colocado em debate a utilização do AccessMonitor na criação de um Observatório de Acessibilidade Web, como ferramenta de sensibilização para a acessibilidade do conteúdo web.

O Workshop realiza-se dia 11 novembro, das 12:00 às 12:45h (hora em Portugal), com a possibilidade de participação por via remota.

EuroDIG 2015: FCT discute acessibilidade digital e inclusão no Fórum Europeu sobre Governação da Internet

A Governação da Internet foi um dos temas mais controversos da World Summit on the Information Society, evento levado a efeito pela Organização das Nações Unidas que ocorreu em dois momentos: 2003 e 2005. Desde logo se percebeu que a discussão sobre Governação da Internet se teria de articular num palco de diálogo político multistakeholder. Apesar de não ter qualquer tipo de mandato com poderes de decisão, o Internet Governance Forum (IGF) acaba por influenciar a decisão de todos os que têm efetivo poder de decisão. O IGF ajuda a criar uma consciência coletiva relativa a como maximizar as oportunidades da Internet e a como lidar com os riscos e as mudanças que nela ocorrem.

A Assembleia Geral das Nações Unidas criou (resolução 60/252) um mandato para o IGF de 5 anos (2006 – 2010) e em 2010 renovou-o (resolução 65/141) por um período de mais 5 anos (2011-2015). O EuroDIG, criado em 2008, acaba por transpor o plano da discussão global do IGF para a Europa, centrando-a mais num plano pan-europeu.

Para a edição de 2015 do EuroDIG – o Fórum Europeu para a Governação da Internet – a FCT está a organizar dois WorkShops sobre acessibilidade digital e inclusão. Na linha do que fez na edição de 2013 em Lisboa e na edição de 2014 em Berlim, a equipa da Unidade ACESSO do Departamento de Sociedade da Informação da FCT leva agora a Sofia, capital da Bulgária, a reflexão sobre acessibilidade digital e inclusão ao maior fórum Europeu da Governação da Internet: o EuroDIG.

Para o EuroDIG 2015, com o lema “Shaping the Internet together”, estamos a preparar: